Águas, Sucos e Chás (ASCs)

Nos últimos anos, o mercado de Águas, Sucos e Chás vem crescendo no Brasil e no mundo, por isso a importância de dar foco a essas subcategorias na loja de conveniência. A participação desses produtos na categoria de Bebidas Não Alcoólicas foi de 34,8%, de acordo com o Mercado Total Nielsen.

Águas apresenta o maior share em vendas com um crescimento de 4,1 pontos percentuais em relação ao ano anterior.

Em 2017, na lista dos “Top 10” em vendas da subcategoria Águas, Sucos e Chás, todos os itens foram de Águas, comprovando a sua importância no canal e a necessidade em dar mais destaque a esses produtos dentro dos pontos de venda. Os três primeiros foram da marca Crystal, da Coca-Cola: Crystal s/gás, 500 a 599ml pet desc; Crystal c/gás, 500 a 599ml, pet desc e; Crystal s/gás, 1500 a 1999ml, pet desc. Em seguida, Minalba s/gás, 500 a 599ml, pet desc e Bonafont s/gás, 500 a 599ml, pet desc.

Águas tiveram participação de 61,3% na categoria

  • No ranking dos fabricantes, as quatro primeiras colocações permaneceram as mesmas, desde 2014: Coca-Cola, Indaiá/Minalba (Grupo Edson Queiroz), Nestlé e Danone. A quinta colocação foi alcançada por Ouro Fino, antes na sétima posição.
    Entre as marcas, ocuparam as primeiras posições em vendas Crystal, Minalba, Bonafont, Ouro Fino e Indaiá, nesta ordem.
  • Crystal manteve a sua liderança, já Minalba, Bonafont e Ouro Fino ganharam posições, quando comparado a 2016. Indaiá, por sua vez, passou de segunda para quinta colocada no ranking das marcas.
  • No rol dos Top 10, figuraram nas cinco primeiras posições Crystal s/gás, 500 a 599ml, pet desc; Crystal c/gás, 500 a 599ml, pet desc; Crystal s/gás, 1500 a 1999ml, pet desc; Minalba s/gás, 500 a 599ML, pet desc; e Bonafont s/gás, 500 a 599ml, pet desc. Destaque para Outo Fino s/gás, 500 a 599ML, pet desc que subiu da 17ª para a 7ª posição.

Sucos

  • Na subcategorias ASCs, Sucos perderam participação, contribuindo com 30,1% de share em 2017 (3,7 pontos percentuais a menos que em 2016).
  • A Coca-Cola também se destaca na liderança entre os fabricantes, seguida de Agro Pratinha e Wow Nutrition.
  • Del Valle Mais e Prat’s mantiveram a primeira e a segunda colocação no ranking das marcas. Já Su Fresh ganhou a terceira posição, seguida por Del Valle Frut.
  • Os 5 primeiros lugares no ranking de produtos permaneceram os mesmos: Prats Laranja, 801 a 1000ml, plástico; Del Valle Uva, 801 a 1000ml, cartonado; Prats Laranja, 251 a 400ml, plástico; Del Valle Uva, 251 a 400ml, lata; e Del Valle Pêssego, 251 a 400ml, lata.

Chás

Leia mais
Participação

Chás tiveram participação de 8,6% na subcategoria ASCs.

Leia mais
Fabricantes

A Coca-Cola ocupa a posição número um no ranking dos fabricantes. A segunda colocada é a Wow Nutrition. Na sequência, AmBev e Nestlé. Juntas, as marcas desses fabricantes somam quase 93% da contribuição.

Leia mais
Ranking

As quatro primeiras posições no ranking das marcas permaneceram as mesmas, quando comparadas a 2016: Matte Leão, Leão Fuze, Feel Good e Lipton. Mr Green assumiu a 5ª colocação, seguida de Nestea.

Leia mais
Top 3

Os top 3 do ranking de produtos foram, nesta ordem: Leão Fuze, Pêssego, até 300, plástico, regul; Leão Fuze, Limão, até 300, plástico, regul; e Matte Leão, Natural, até 300, copo, regul.

Mudança no mercado

“A Nestlé Waters anunciou hoje que vendeu seu negócio de águas no Brasil para a Indaiá Minalba, do Grupo Edson Queiroz. A transação envolve as marcas locais São Lourenço® e Petrópolis®, e as fábricas localizadas nos Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo (…) A compradora continuará a produzir e distribuir a marca Nestlé Pureza Vital®, a partir de um acordo de licenciamento, e também terá a concessão de distribuição das marcas globais premium Perrier®, S. Pellegrino® e Acqua Panna®.”

Fonte: Exame Negócios, 28/03/2018.

Saiba Mais

Chás

“Estudos da Euromonitor International estimam um consumo global para o setor de chás (seco para infusão, em saquinhos,ou em folhas) de 2,9 milhões de toneladas em 2016, crescimento de 1,6% comparado a 2002.
A projeção é que esse mercado atinja 3,3 milhões de toneladas em 2021. O chá preto é o tipo de chá mais consumido no mundo, representando 58% das vendas. Como não poderia deixar de ser, a Ásia é o maior mercado consumidor de chá no mundo.

Lá se consome mais da metade do chá produzido no mundo. Os maiores consumidores de chá per capta são a Turquia, Irlanda e Emirados Árabes.

No Brasil, o consumo de chá ainda é pequeno quando comparado aos principais mercados mundiais. No país foram consumidos 4,015 toneladas de chá, o que representa somente 0,1% do mercado global. O hábito de tomar chá ainda não está arraigado na cultura do brasileiro. Para cada xícara de chá consumida no país, 54 xícaras de café são consumidas. Os chás a base de frutas e ervas são os mais consumidos no Brasil, representando 87% das vendas.”

 

Fonte: Engarrafador Moderno, 12/12/2017.

Sucos

“Segundo estudos do Euromonitor International, os sucos devem apresentar um volume total de 81 bilhões de litros e faturamento de US$ 198 bilhões até 2019. Esse avanço vem recebendo forte reforço dos sucos 100%, produto definido como aquele que contém apenas os ingredientes naturais da fruta e das verduras. Estudo realizado, recentemente, pela Tetra Pak apresenta previsão de crescimento global do produto até 2018, sendo que os mercados emergentes devem puxar esse crescimento nos próximos anos. Os Estados Unidos continuam como maiores produtores, seguidos da Alemanha e Japão. Os americanos também são líderes no consumo mundial, apresentando um consumo de 6,7 bilhões de litros. No Brasil, de acordo com dados da Abir (2015), o consumo per capta de sucos (néctares, sucos concentrados, refrescos RTD e em pó) teve crescimento de 35% entre 2010 e 2013.”

Fonte: Engarrafador Moderno, 12/12/2017

Bebidas saudáveis

“A questão da saudabilidade continua sendo uma das tendências mais impactantes para o setor mundial de bebidas não alcoólicas. A saúde é entendida como importante em todas as gerações e classes sociais. Os consumidores buscam cada vez mais produtos naturais (puros, integrais), nutritivos (ricos em vitaminas, sais minerais, fibras), funcionais (com propriedades que auxiliam /melhoram a saúde), com redução calórica (menos açúcar ou sem açúcar).”

Fonte: Engarrafador Moderno, 12/12/2017

Expectativa de alta de 15% em 2018

“O mercado estima que o segmento de bebidas com apelo funcional e de saudabilidade cresça em torno de 15% em 2018. A perspectiva de melhora da economia e o potencial desse nicho de negócio devem impulsionar as vendas (…) De acordo com a Euromonitor, o segmento de bebidas funcionais – incluindo aquelas que promovem algum tipo de benefício à saúde – movimentou R$ 7,3 bilhões em 2016 e deve faturar R$ 7,9 bilhões neste ano. Os dados de 2017 ainda não foram consolidados, mas a expectativa é de um crescimento de 6,9%, para R$ 7,8 bilhões. Em 2022, o faturamento deve alcançar R$ 8,8 bilhões neste mercado.”

Fonte: DCI, no site ABRASNET, 11/01/2018.

Saiba mais
Leia mais
Águas

Leia mais
Sucos

Leia mais
Chás

SHARE SUBCATEGORIAS - ASCs (%)
2016 2017
ÁGUAS 57,2 61,3
SUCOS 33,8 30,1
CHÁS 9,0 8,6

Fonte: Nielsen

RANKING PRODUTOS - Águas, Sucos e Chás
2016 2017
CRYSTAL S/GAS, 500 A 599ML PET DESC Água 1 1
CRYSTAL C/GAS, 500 A 599ML, PET DESC Água 2 2
CRYSTAL S/GAS, 1500 A 1999ML, PET DESC Água 3 3
MINALBA S/GAS, 500 A 599ML, PET DESC Água 5 4
BONAFONT S/ GAS, 500 A 599ML, PET DESC Água 4 5
MINALBA S/GAS, 1500 A 1999ML, PET DESC Água 8 6
OURO FINO S/ GAS, 500 A 599ML, PET DESC Água 22 7
AGUA DA PEDRA S/ GAS, 500 A 599ML, PET DESC Água 18 8
INDAIA S/GAS, 500 A 599ML, PET DESC Água 7 9
AQUAREL/PUREZA VITAL S/GAS, 500 A 599ML, PET DESC Água 10 10

Fonte: Nielsen