GNV

Com o aumento da tributação do PIS/Cofins da gasolina e do etanol hidratado, a competitividade do GNV (Gás Natural Veicular) aumentou, e, como consequência, tivemos, em 2017, um aumento de 8,4% no mercado, quando foram comercializados aproximadamente 2 bilhões de m³.

O Rio de Janeiro continua sendo o carro-chefe do consumo de GNV, com um aumento de 11% em relação ao ano anterior, que fez com que sua participação em relação ao total Brasil aumentasse de 54,7 %, em 2016, para 56% em 2017.

Mais de 2 milhões de veículos

O número de automóveis movidos a GNV superou, em 2017, pela primeira vez a marca de 2 milhões de veículos. Desde 2013, quando 30 mil motores passaram a usar o GNV, o número de conversões passou a ter um forte e constante crescimento anual, atingindo, ao final de 2017, mais de 90 mil conversões.

Na última década, a participação das associadas no GNV, que já foi superior a 50%, tem sofrido quedas ano após ano, e atingiu, em 2017, 31%, com perda de 2,5 pontos percentuais em relação a 2016.

NÚMERO DE VEÍCULOS CONVERTIDOS - FROTA
Número de veículos
convertidos acumulado
(Frota)
Volume total
de vendas
Número de
conversões ao ano
2012 1.740.436 1.947,0 34.105
2013 1.770.402 1.870,7 29.966
2014 1.817.928 1.810,2 47.526
2015 1.873.743 1.759,4 55.815
2016 1.969.490 1.816,1 95.747
2017 2.060.547 1.969,3 91.057
2017 x 2016 4,6% 8,4% -4,9%

Fonte: Abegás/Denatran

HISTÓRICO DE VENDAS DE GNV

(em milhões de m3)
Fonte: ANP/ FGV

PARTICIPAÇÃO POR ESTADO (%)

Postos Revendedores
Fonte: Abegás

1.969 milhão de m³

PARTICIPAÇÃO POR DISTRIBUIDORA - 2017 (%)
POSTOS REVENDEDORES

Fonte: Abegás/ FGV

1.969 milhão de m³

Filtrar por: