Snacks e Biscoitos

Sabe aquela compra por impulso? Daquele produto, guloseima ou até mesmo um tira-gosto que não foi seu motivo em ir às compras mas que quando você vê não resiste e leva? Pois é. Os snacks e biscoitos estão definidos como uma importante categoria de impulso que complementa o ticket de vendas das lojas e que é frequentemente comprada para acompanhar refrigerantes, cervejas e food service. O canal posiciona estrategicamente seus produtos em áreas de alto tráfego – no caminho das geladeiras, nas pontas de gôndolas e/ou próximos ao check out. Essa categoria já representa significativa importância nas vendas.

Os Snacks e Biscoitos são analisados separadamente, como subcategorias, e além deles há Pipocas, que, apesar da baixa participação nas vendas, conquistaram seu espaço nas lojas de conveniência. Em 2017, Snacks e Biscoitos foram responsáveis por 5,1% do share de vendas no Mercado Total Nielsen, quase em linha com a participação do ano anterior. Dentro da categoria, Snacks representaram 66,3% – quase um ponto percentual acima de 2016; Biscoitos, 32,3%; e Pipocas, 1,4%.

Mudança

O ranking dos SKUs (Stock Keeping Units) Top 10 mudou radicalmente, quando comparado a 2016. A liderança foi assumida por Doritos, 91 a 100g, antes em 11º lugar. Pringles, 121 a 140g perdeu apenas uma posição, passando para 2º colocado. Doritos, na embalagem 161 a 180g, também subiu, ganhando a 3ª colocação. Ruffles, 91 a 100g, ficou em 4º lugar.

Vale destacar que no grupo dos Top 10 de Snacks e Biscoitos, figuraram apenas produtos da subcategoria Snacks – fato inédito desde o início dos levantamentos do mercado de conveniência efetuados pela Nielsen.

SHARE SUBCATEGORIAS - Snacks e Biscoitos (%)
2016 2017
SNACKS 65,4 66,3
BISCOITOS 32,9 32,3
PIPOCAS 1,7 1,4

Fonte: Nielsen

RANKING PRODUTOS - Snacks e Biscoitos
2016 2017
DORITOS, 91 A 100 G 11 1
PRINGLES, 121 A 140 G 1 2
DORITOS, 161 A 180 G 9 3
RUFFLES, 91 A 100 G 23 4
TORCIDA, 71 A 90 G 12 5
DORITOS, 51 A 70 G 4 6
RUFFLES, 161 A 180 G 2 7
LAYS, 91 A 100 G 40 8
PINGO DE OURO BACON, 71 A 90 G 6 9
CHEETOS, REQUEIJAO, 141 A 160 G 7 10

Fonte: Nielsen

Snacks contribuíram com 66,3% da categoria Snacks e Biscoitos

• Pepsico continuou na liderança da subcategoria, seguida de Kelloggs e Santa Helena, que superou a Agtal.
• Entre as dez marcas que se destacaram no topo de vendas da conveniência em 2017, apenas uma (Pringles, a 5ª colocada) não pertence a Pepsico. O mesmo aconteceu na lista dos produtos Top 10.
• Ruffles, Doritos, Cheetos, Fandangos e Pringles foram, nesta ordem, as marcas mais vendidas da subcategoria Snacks.
• Doritos, 91 a 100g; Pringles, 121 a 140g; e Doritos, 161 a 180g foram os produtos Top 3 da subcategoria, nesta ordem.

Biscoitos representaram 32,3% da categoria, em 2017

• A Mondelez assumiu a liderança entre os fabricantes de Biscoitos na conveniência, posição que vinha sendo ocupada há anos pela Nestlé, agora 2ª colocada. Bauducco, Pepsico e Piraquê continuam na 3ª, 4ª e 5ª posições, respectivamente. Estes fabricantes concentram 76,5% das vendas da categoria, no Mercado Total.
• Bauducco, Piraquê, Club Social, Passatempo e Bono foram as cinco marcas top de ranking em 2017, no Mercado Total de lojas de conveniência.
• No rol dos produtos Top 10, Bauducco Cookie conquistou a primeira colocação. Bono, recheado doce manteve o segundo lugar, seguido de Trakinas, recheado doce, que perdeu a 1ª posição alcançada em 2016. Club Social, salgado e Bauducco, Waffer ocuparam os 4º e 5º lugares.

Pipocas

Leia mais
1,4% de share

Em 2017, a subcategoria Pipocas participou com 1,4% de share entre os Snacks e Biscoitos, nas lojas pesquisadas pela Nielsen.

Leia mais
Fabricantes

Entre os fabricantes, a General Mills, que em 2012 comprou a Yoki Alimentos, tem a liderança. Pepsico, Hikari e Pacha Alimentos mantiveram a 2ª, 3ª e 4ª posições, respectivamente.

Leia mais
Top 5

Yoki é a primeira entre as marcas de Pipocas. Cheetos, Elma Chips, Hikari e Pacha completam o ranking das marcas Top 5.

Leia mais
Ranking

Na lista dos produtos Top 10 de Pipocas, nove são da marca Yoki e para microondas, sendo natural, manteiga e bacon os sabores mais vendidos. Cheetos, 27g, Queijo, pronta para consumo manteve a 8ª colocação nesse ranking.

Cada vez mais fortes no mercado

“O hábito do snack vem se tornando mais forte entre os brasileiros, principalmente devido à busca constante por economizar tempo. Assim, o snack acaba sendo uma forma de saciar a fome entre refeições, e também pode chegar a substituí-las. O importante é verificar que os motivadores para o consumo de snacks variam de acordo com a ocasião. As empresas devem, portanto, entender como posicionar cada categoria de snack de acordo com as diferentes ocasiões de consumo do dia.”
– Naira Sato, Especialista da Área de Alimentação e Bebidas

Leia aqui

“O faturamento das indústrias de biscoitos ficou bem próximo ao de 2016 (R$24,151 bilhões), atingindo a marca dos R$24,054 bilhões em 2017. Em relação ao volume, foram vendidas 1,82 milhão de toneladas. No ano anterior foram 1,87 milhão de toneladas.

‘Os biscoitos não saíram do carrinho de compras, o que notamos foi que o consumidor optou por trocar os produtos de maior valor agregado, como os recheados e cobertos, pelos básicos, no caso as rosquinhas e os do tipo maria/maisena’, diz Claudio Zanão, presidente executivo da ABIMAPI.

Em comparação aos últimos cinco anos a categoria avançou 35,3% em negócios e 6,51% em toneladas vendidas, segundo o levantamento. Neste período, os cookies foram os que mais cresceram (43,9%), seguidos das rosquinhas (40,4%) e dos tipos maria/maisena (37,6%).”

Fonte: site Investimentos e Notícias, 01/03/2018 – refere-se a dados do desempenho do setor em 2017 divulgados pela A Associação Brasileira das Indústrias Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos industrializados (ABIMAPI), em parceria com a consultoria Nielsen.