Sorvetes

Nas lojas de conveniência, assim como Snacks e Bomboniere, a compra de Sorvetes se dá, na maior parte das vezes, por impulso. Estrategicamente, as conservadoras de sorvetes são instaladas nas lojas, próximas ao balcão do check out com bastante visibilidade.

Compra por impulso

A linha de impulso é a de maior venda e volume, o que comprova a força da categoria para consumo imediato, no canal. Contudo, a contribuição da linha doméstica – “Leve para Casa” – também é relevante e pode ser melhor explorada. A participação da categoria nas vendas do Mercado Total, em 2017, foi de 5,0%.

  • Entre os fabricantes de sorvetes, a Unilever/Kibon permaneceu em primeiro lugar. A segunda posição foi ocupada por outra gigante: a Froneri (joint venture entre Nestlé e R&R. As marcas da Nestlé e Garoto pertencem a esse fabricante). A General Mills ocupou o terceiro lugar.
  • O ranking das marcas de sorvetes, em 2017, ficou muito parecido com o ano anterior, com a liderança de Magnum, seguido de Cremosíssimo, Fruttare, Tablito, Mini Eskibon. Eskibon, antes na 12ª colocação, conquistou o 8º lugar. Nove das dez marcas de sorvetes mais vendidas no Mercado Total pertencem à Kibon.
  • Quando comparado a 2016, o ranking de produtos da categoria Sorvetes foi o mesmo até a 8ª colocação, em 2017. Magnum, 51 a 100ml, Linha Impulso; Cremosíssimo, 2L, Linha Doméstica; e Fruttare, 51 a 100ml figuraram na 1ª, 2ª e 3ª posições, respectivamente.
  • O share de consumo refletiu a característica da categoria no canal, com 74,4% de vendas da Linha Impulso. As embalagens para consumo futuro, da chamada Linha Doméstica (ou Linha Leve Para Casa), representaram 25,6%.
SHARE SUBCATEGORIAS – Sorvetes (%)
2016 2017
LINHA IMPULSO 73,1 74,4
LINHA DOMESTICA 26,9 25,6

Fonte: Nielsen

RANKING FABRICANTES - SORVETES

2016 2017
UNILEVER 1 1
FRONERI 2 2
GENERAL MILLS 3 3
JUNDIA 4 4
MARCOTEZA 5 5

Fonte: Nielsen

RANKING MARCAS - SORVETES

2016 2017
MAGNUM 1 1
CREMOSÍSSIMO 2 2
FRUTTARE 3 3
TABLITO 4 4
MINI ESKIBON 5 5
CHICABON 6 6
BRIGADEIRO 7 7
ESKIBON 12 8
LA FRUTTA 8 9
CORNETTO 9 10

Fonte: Nielsen

RANKING PRODUTOS - SORVETES

2016 2017
MAGNUM, 51 A 100 ML, LINHA IMPULSO 1 1
CREMOSISSIMO, 2L, LINHA DOMESTICA 2 2
FRUTTARE, 51 A 100 ML, LINHA IMPULSO 3 3
TABLITO, 51 A 100 ML, LINHA IMPULSO 4 4
MINI ESKIBON, 101 A 150 ML, LINHA IMPULSO 5 5
CHICABON, 51 A 100 ML, LINHA IMPULSO 6 6
BRIGADEIRO, 51 A 100 ML, LINHA IMPULSO 7 7
LA FRUTTA, 51 A 100 ML, LINHA IMPULSO 8 8
ESKIBON, 51 A 100 ML, LINHA IMPULSO 12 9
FRUTILLY MAX, 51 A 100 ML, LINHA IMPULSO 13 10

Fonte: Nielsen

RANKING PRODUTOS - LINHA IMPULSO

2016 2017
MAGNUM, 51 A 100 ML 1 1
FRUTTARE, 51 A 100 ML 2 2
TABLITO, 51 A 100 ML 3 3
MINI ESKIBON, ATE 300 ML 4 4
CHICABON, 51 A 100 ML 5 5
BRIGADEIRO, 51 A 100 ML 6 6
LA FRUTTA, 51 A 100 ML 7 7
ESKIBON, 51 A 100 ML 11 8
FRUTILLY MAX, 51 A 100 ML 12 9
CORNETTO, 101 A 150 ML 8 10

1 bilhão de litros em 2017

“Após atravessar a pior recessão do país, o setor de sorvetes retrocedeu ao patamar de oito anos atrás. Em 2014, a indústria tinha atingido seu melhor desempenho histórico, com a venda de mais de 1,3 bilhão de litros e um faturamento superior a R$ 23 bilhões. Mas em 2015 e 2016, houve acentuado decréscimo, as vendas somaram somente R$ 12 bilhões ao ano. No ano passado, o consumo foi de cerca de 1 bilhão de litros.”

Fonte: site Valor Econômico, 21/12/2017.

LEIA MAIS

“Continuam sendo os sorvetes premium, aqueles diferenciados. Sorvete com foco funcional, por exemplo, é uma tendência mundial. Trabalhar com frutas do Brasil também é uma ótima oportunidade. Há uma grande diversificação no mercado. As sorveterias e gelaterias vão muito atrás do lançamento de novos produtos. Nós estamos cada vez mais recuperar esses lançamentos. Quanto ao negócio, já tivemos um nicho das iogurterias, das paleterias… Não tem como definir. As gelaterias, por exemplo, são uma tendência, mas que vão continuar em alta. O brasileiro começou a gostar do gelato e entender que a qualidade do produto é fundamental.”

Fonte: Entrevista exclusiva do presidente da ABIS (Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes) para a revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Opções de investimento

“Em 2014, o brasileiro consumiu 1,3 bilhão de litros de sorvete. Em 2015, o valor abaixou para 1,1 bilhões e em 2016 fechou com 1 bilhão.”

Fonte: Entrevista exclusiva do presidente da ABIS (Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes) para a revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

LEIA MAIS