Venda de combustíveis das associadas

86,8 bilhões de litros em 2017

Após uma queda de 9,6% em relação a 2015, as vendas de combustíveis das associadas tiveram, em 2017, um ligeiro recuo, de 0,8% em relação ao ano anterior, atingindo 86,8 bilhões de litros. Como o volume total comercializado no mercado de combustíveis teve um crescimento de 0,6%, a participação das associadas no ano caiu de 70,7% para 69,7%.

A gasolina teve um crescimento de 1,6% nas vendas pelas associadas em 2017, mesmo com uma queda na participação de mercado de um ponto percentual.

As associadas tiveram um ganho de mercado de 1,5 ponto percentual no mercado de etanol hidratado que depois de uma expressiva queda nas vendas em 2016, apresentou, em 2017, uma queda inferior, de 3,8%.

Óleo diesel

O óleo diesel, carro-chefe das vendas das associadas, teve, em 2017, uma queda de 1,8% em função da substancial redução de sua participação de mercado, de 2 pontos percentuais em comparação com 2016, caindo de 75,2% para 73,2%.

O óleo combustível, depois de dois anos de acentuadas quedas nas vendas das associadas, recuou, em 2017, 0,7%, apesar do crescimento de 1,6% do mercado de 2016 para 2017.

Mercado de GNV

Com relação ao GNV, houve um ligeiro aumento de 0,5%, nas vendas das associadas, apesar da queda na participação de mercado de 33,5% para 31%. O crescimento do mercado de 8,4% em 2017, especialmente em função do ganho de competitividade do GNV versus a gasolina e o etanol hidratado, contribuiu para o leve aumento das vendas das associadas.

Combustíveis de aviação

Estáveis de 2012 a 2015, as vendas de combustíveis de aviação pelas associadas (QAV e GAV) caíram 1,1% em 2017. Em 2016 houve uma queda de 8% em função da crise econômica.

PARTICIPAÇÃO DE MERCADO POR DISTRIBUIDORA - 2017 (%)

Fonte: Abegás/ ANP/ FGV